Seis roupas básicas da futura mamãe

Seis peças que não podem faltar no guarda roupas da "barrigudinha".
Às vésperas do Dias das Mães não há como esquecer das grávidas, as futuras mamães... E entre as tantas emoções e as mudanças físicas vivenciadas até a chegada do bebê, as roupas vão se "encolhendo, encolhendo e encolhendo" até não sobrar quase nada para vestir; quando é necessário adquirir peças adaptadas para o arredondamento das formas.


Geralmente esta também é uma época de planejamento e adaptação econômica, onde é preciso controlar os gastos supérfluos. Então é preciso começar pelas roupas básicas, as que trarão conforto e praticidade na hora de usar... Cada gestante é única em seu estilo de vida, características físicas e personalidade, mas há peças consideradas básicas ou essenciais no guarda roupas de qualquer grávida:

Seis tipos de roupa básica que não pode faltar no guarda roupas.


As seis roupas básicas:


1- Calça jeans - Estou falando daquela calça jeans de cintura com cós especial (foto acima), que tem elasticidade para acomodar a barriga sem apertar, e cuja modelagem também é elaborada para se adaptar às novas curvas, não só da barriga, como do quadril, coxas e etc. É aquela roupa prática que combina com batas, camisas e etc. e pode ser usada em várias ocasiões informais. Com criatividade e acessórios, dá para criar vários looks diferentes. Para maior conforto e elegância prefira modelos de perna reta e cores escuras.

2- Calça de faixa na cintura -  Esta é outra peça curinga. A modelagem é mais soltinha e tem faixa e(ou) elástico na cintura. As calças de cores neutras são as mais práticas.

3- Vestido com recorte império - É aquele vestido com pala (recorte abaixo do busto) e que geralmente tem a saia ampla. Pode ser em linha "A", ou seja evasê (que pode ter franzidos ou pregas, ou não), ou ainda saia reta mas com franzido para dar folga. Os modelos com decote em "V" simples ou transpassado, favorecem os seios volumosos e alongam o colo. A modelagem império pode estar em vestidos para o dia a dia, ou em vestidos elegantes para festas. Escolha bem os tecidos para cada ocasião: tecidos de algodão, malhas (mais grossas ou de preferência com forro) são informais. Para as festas prefira tecidos mais refinados, é claro.

4- Vestido chemisier - Também conhecido como vestido camisa. Este é um traje super prático tanto para o trabalho, quanto para o dia a dia. Para multiplicar o visual o vestido pode ser usado com faixas e cintos: a silhueta é sempre marcada acima ou abaixo da barriguinha. O chemisier também permite diversas sobreposições, criando outros looks... Solte a imaginação e adapte ao seu estilo e proporções!

5- Camisa - Em modelagem específica para gestante, ou não. Pode ser a camisa convencional em tamanho maior. Tenha peças de cores neutras como a clássica branquinha, jeans (super prática) e outras de sua preferência. Mas, entre outras coisas, lembre-se que listras verticais alongam e que usar um look monocromático, também.

6- Bata - É a tradicional roupa das "barrigudinhas", mas não precisa ser uma peça sem graça. Pode atender às mamães de todos os estilos por ter uma variedade de modelos, comprimentos,  tecidos, cores e formas de usar.

  

Cuide-se bem:

Vestidos com recorte império, decote em "V" e saia ampla.


Não se esqueça de consultar o seu médico sobre colorações e outras químicas no cabelo! (São práticas que devem ser evitadas, segundo alguns até o terceiro mês de gestação. Já outros dizem que é até terminar o período de aleitamento materno.)

Durante a gravidez a palavra chave da moda deve ser "conforto e segurança, com estilo", por isso evite usar calçado de salto alto. (Geralmente são recomendados os saltos retos e largos de 3 ou 4 cm. e, em caso de dúvida também vale perguntar a um ortopedista.)
  
Limara Lis
V-Vitrine