Produtos de beleza "com" ou "sem" sal?





"Na alimentação o excesso de sal (cloreto de sódio) faz mal à saúde e é contra indicado para portadores de hipertensão arterial, a popular pressão alta."

"A água do mar é considerada prejudicial aos cabelos, pois o excesso do mesmo produto acima deixa os fios ressecados."


Na área de produtos de beleza, grandes marcas como a Dove aderiram ao apelo "sem sal".  E esta tendência não acontece só em xampu e condicionadores, mas também na linha destinada ao corpo, como desodorantes e esfoliantes. Opiniões se dividem e algumas marcas consideram esta preocupação desnecessária, como a gigantesca L'Óreal, já que a porcentagem de sal nos produtos é mínima e sua função é dar consistência, ou, estabilidade à fórmula.

E agora? É melhor produtos com sal ou sem sal?


Parece que há controvérsias nas opiniões tanto de produtores quanto consumidores... Segundo alguns, o xampu sem sal não é interessante para cabelos oleosos, pois produz menos espuma e uma limpeza mais suave. Já no caso de sensibilidade no couro cabeludo, dizem que este é mais indicado.

Pelo que entendi, segundo a opinião da química Cristina Fernandes e da coordenadora de Desenvolvimento de Produto, Alessandra Rebouças,  na Revista O Globo - Ano 5 - Nº 273 - 18 / outubro / 2009 - pág. 46 - as pessoas associam o sal do xampu com o da água do mar. É um efeito psicológico, pois a pequena dosagem de sal dos produtos não é prejudicial.


Finalizando, a reportagem diz que um estudo independente feito pela Universidade de São Paulo, o Instituto Schulman de Investigação Científica, a Universidade Anhembi Morumbi e a International Specialty Products, não há diferença relevante ao comparar xampus que levam ou não cloreto de sódio.


E você?... Prefere beleza "com sal" ou "sem sal"?

Fotos: Reprodução

Limara Lis
V Vitrine