Prós e contras das receitas caseiras de beleza

Estive lendo na Revista O Globo - Ano 5 - nº 267 - Set/2009, uma matéria sobre Beleza, que fala sobre os prós e os contras das receitas caseiras aprendidas com nossas avós... Parece que o limão está na lista negra!... Sabe aquela receitinha básica de esfoliação que usa mel, açúcar e limão?... Então... segundo a matéria em questão, os dermatologistas dizem que o limão causa manchas e queimaduras e portanto está proibido!


Já as receitinhas que contém mel, chá de camomila ou pepino não fazem mal nenhum e estão nas dicas que os profissionais aprovam:

- O mel tem ação hidratante e pode ser usado como esfoliante, junto com açúcar mascavo (ou refinado), ou ainda com aveia em flocos.

- O chá de camomila gelado pode suavisar a irritação da pele. Diz a dermatologista Aline Vieira, responsável pelo setor de cosmiatria da UFRJ que recomenda uma compressa feita com gaze embebida em chá de camomila concentrado e gelado, para efeito calmante da pele, após peeling, por exemplo.

- O pepino também é calmante e pode ser batido com gelo para fazer uma máscara facial. Ou ainda as tradicionais rodelas sobre os olhos para aliviar olheiras.


Resumindo:

Outra opinião foi da dermatologista Christiane Gonzaga, que disse para lembrar que as receitas caseiras têm ação mais superficial que os produtos de farmácia. Segundo a mesma, estes produtos naturais podem dar frescor e diminuir o cansaço, mas nunca podem ser vistos como tratamento médico. Mesmo assim, quando pedem, ela sugere uma fórmula que hidrata peles secas, e recomenda seu uso uma vez por semana:

- Um copo de yogurte integral

- Uma colher de sopa de óleo de amêndoas

- Uma colher de sopa de mel.

- Folhas frescas de sálvia


(Não foi explicado o modo de fazer, mas suponho que seja misturar tudo com as folhas trituradas)


Finalizando:

O diretor da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Emerson Lima não recomenda se arriscar, mesmo nas fórmulas consideradas inofensivas. Ele afirma que as propriedades naturais quando processadas em laboratório, passam por uma purificação isolando o extrato das toxinas, o que não acontece na utilização caseira. Além disso, no processo artesanal, nem as doses são específicas, o que não é recomendado.

Emerson Lima lembra outra fórmula para a lista negra: Coca-Cola com cenoura e óleo, batidos no liquidificador,  que algumas pessoas já usaram como óleo branzeador.

"Beleza e saúde andam juntas, por isso cuidar da beleza não é fácil, não é?!"


Foto: reprodução imagem Google

Limara Lis
V Vitrine