Homens de saia

Quando se pensa em kilt, a primeira imagem que vem à cabeça é daquele saiote xadrez usado por homens na Escócia.

Traje masculino adotado como um símbolo nacional, pela Escócia, o que acabou sendo difundido no mundo como um padrão estilizado. Mas, o kilt é uma criação dos celtas, povo que precedeu os escoceses, assim como aos irlandeses, que também os usam. E, saiba que originalmente, os kilts não eram xadrezes!

Por definição, um kilt é um saiote masculino, pregueado na parte de trás, cujo comprimento vai da cintura aos joelhos. O que o define como kilt não é o padrão xadrez (tecido chamado tartan) e sim a forma como foi confeccionado. De acordo com as cores utilizadas no tartan e o padrão que formam, representam as famílias (ou clãs, como dizem os escoceses).

Os kilts irlandeses não seguem este conceito: são de cores sólidas: preto, azul-marinho, verde, vermelho, laranja, marrom... Basicamente é o mesmo traje, porém com a originalidade ancestral dos antigos guerreiros celtas.

Os estilistas mais ousados e conceituais, Jean Paul Gaultier e Alexandre Herchcovitch, apresentam com frequência este modelito de saia em seus desfiles...


Confira alguns looks mais atuais:

Marc Jacobs e seu look inseparável, durante sua visita ao Brasil

As sobressaias de Mário Queiroz.

Em editorial da Fantastic man, camisa + saia da Y-3



Fotos: Reprodução
Fonte: x-kilts.com e Chic / IG