Comprar as Roupas Certas é Investir.


Olá, amigos da "V Vitrine"!

Hoje vamos falar sério. A crise econômica afeta nossos bolsos e todo o mercado de moda. Tanto comerciantes como consumidores, precisam investir melhor na hora das compras. Isso se faz escolhendo produtos de qualidade, durabilidade e preço justo. Para o usuário de moda, roupas que tenham vida útil por muitas estações. As chamadas roupas clássicas ainda são a melhor opção. Quanto ao lojista, vale pesquisar o gosto e a necessidade de seus clientes em relação ao tamanho, modelagem, estilo de vida e padrão social.

Vamos pensar em coordenar melhor as roupas, comprar com mais bom senso e ainda ter um dinheirinho extra para outras atividades. Então, antes de sair às compras, preste atenção nestas dicas práticas:


1 - Abra as portas do seu guarda-roupa e, criticamente, avalie peça por peça. Separe aquelas que são bem queridas e usadas com freqüência, daquelas que você não usa há mais de seis meses. Isso é um exercício de desapego e nem pense em deixar certas pecinhas reservadas para quando emagrecer ou algo parecido. Se ela não é usada, precisa de um rumo urgente!

2 - Avalie, entre as suas peças queridas, aquelas que precisam de uma outra para compor um look bacana. Por exemplo, uma calça jeans que cai super bem em você pede uma camiseta colorida para os dias mais despojados, uma outra camiseta básica para os momentos de pressa e uma blusa branca para ir ao trabalho. Anote essas possibilidades de composição e, na hora da compra, vá atrás disso. Focada para não gastar além do que deve.

3 - É sempre bom apostar em peças básicas que salvam o dia-a-dia, mas se você gosta de algo mais estampado, com modelagem diferenciada, tudo bem. Vale a pena investir em uma peça assim, que possa fazer a diferença em uma produção mais especial. E, lembre-se: no dia-a-dia, o básico se transforma em looks encantadores com acessórios divinos. Mas estude bem seu estilo antes de fazer as opções. Do anel à bolsa, tudo tem que estar casadinho com o seu estilo, para não sair por aí como um personagem.

4 - Se você gosta de apostar em coisinhas que estão na moda, como materiais, cores, modelos? essas peças podem ser mais baratas, já que são datadas. É uma roubada, de tempo e dinheiro, aplicar uma grana alta em uma bolsa ou um sapato que você sabe que vai fazer sucesso só naquela temporada. Como também é um erro repetir aquela história de "guardar para quando a moda voltar". Esqueça isso, pois os conceitos voltam, mas remodelados, com releitura de cor, tecido, material, design, etc e tal. Presta atenção nisso para não cair na cafonice!

5 - Por último: antes de tirar o dinheiro da carteira, digitar a senha do cartão ou assinar o cheque, faça a pergunta: "Preciso disso realmente?". Resposta afirmativa, vá em frente. Ao levar a pecinha apaixonante para casa, cuide bem dela, lave com cuidado, guarde sempre penduradinha no cabide e mantenha o armário arrumado para ter sempre à vista tudo o que você possui. Nunca mais você vai dizer que está sem roupa e só vai, a partir de agora, fazer boas compras.

Fonte: Q queb.com.br